“RegulaRN” – Navi participa de implantação da Fonte Oficial de Dados

Diante da pandemia do novo coronavírus, a falta de leitos para o atendimento das pessoas infectadas, sobretudo num estágio mais grave da COVID-19, é uma das principais dificuldades enfrentadas pelas […]

Equipe de Comunicação NAVI
Publicado em:  

Diante da pandemia do novo coronavírus, a falta de leitos para o atendimento das pessoas infectadas, sobretudo num estágio mais grave da COVID-19, é uma das principais dificuldades enfrentadas pelas secretarias de saúde.  Para solucionar esse problema na gestão hospitalar do estado foi criado o RegulaRN, que é um sistema integrado desenvolvido para gerenciar a ocupação e disponibilidade de leitos na rede de saúde (estadual e dos municípios), com objetivo de ordenar e padronizar o fluxo de acesso aos leitos de UTI para pacientes que necessitam de tratamento contra a COVID-19.

A plataforma Regula RN, fruto de uma parceria entre o Núcleo Avançado de Inovação Tecnológica do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (NAVI/IFRN) e o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da UFRN (LAIS), foi adicionada pelo Governo do Estado em sua página principal na internet. Com a iniciativa, a partir de agora, o Executivo estadual usará o serviço desenvolvido pela equipe do laboratório como ferramenta oficial de dados relacionados à regulação de leitos Covid-19 do Rio Grande do Norte, abrangendo todos os leitos SUS regulados e privados contratualizados para atender a demanda do novo Coronavírus. 

Cobrirá todos as regiões de saúde do RN, porém ainda está em processo de implantação podendo alguns municípios estarem em fase de cadastramento e suas informações ainda não constarem nessa primeira fase de publicação da sala de situação.

Sua alimentação é de responsabilidade exclusiva dos Serviços Hospitalares /Prestadores, dessa forma toda informação identificada na plataforma deve ser lida como uma informação sujeita à variabiabilidade de acordo com o movimento de ocupação e desocupação dos leitos assim, levando-se em consideração inclusive a realidade dos serviços no RN. 

De acordo com Pablo Holanda, coordenador técnico da equipe de desenvolvimento do RegulaRN, todo trabalho foi realizado em parceria com a equipe de reguladores da Secretaria de Saúde (médicos e enfermeiros), que definiram os requisitos para o sistema. “A SESAP/RN tinha uma planilha usada para fazer a regulação, o que fizemos foi criar um sistema que otimiza o tempo de resposta para a utilização dos leitos, tendo acesso a uma sala de situação que mostra toda oferta disponível nas unidades e como está sendo usada. Neste momento o RegulaRN está em implementação com a COVID-19 para validar o sistema como um todo, pois é um momento de contingência devido a pandemia. Mas o sistema está preparado para qualquer fluxo regulatório. Após essa etapa vamos transferir toda tecnologia para a Secretaria de Saúde, e podemos continuar dando o suporte técnico ao estado”, explicou ele.